Marcos Brey é o pseudônimo artístico de João Marcos Washington de Almeida, nascido em Belo Horizonte na primavera de 1984. Mora em Ribeirão das Neves-MG/Brasil, desde seus 12 anos, e por isso, considera-se um nevense, pois lá aprendeu toda sua formação artística.

 

Brey é músico, produtor cultural e sociólogo, faz parte do Instituto Cultural Semifusa e atua como professor na rede pública de educação de Minas Gerais. Foi baterista em bandas de rock na sua adolescência e em 2012, começou a apresentar suas composições de forma intimista, à voz e violão, e posteriormente, no formato banda. Circulou pelo estado de Minas Gerais, em festivais de música autoral como o Festival Escambo, Festival Mamute e o Festival Pá na Pedra, de sua cidade.

 

   2018: lançou o disco Alento, obra instrumental que é também espetáculo de dança, interpretado pela bailarina e coreógrafa Rachel Miranda.

 

   2020: realizou o projeto "Coração Negro" ao lado do Coral Vozes de Campanhã, ação que direcionou lives à escolas de Ribeirão ds Neves, com apresentações musicais e bate papo sobre cultura negra e quilombola.

 

   2021: lançou o single "Paladino", primeira gravação do músico juntamente com uma banda, desde o início de sua carreira solo em 2012. E lançou o disco "Luzir", revelando seu lado roqueiro, o trabalho vai do rock com guitarra distorcida à baladinhas com violão.

foto 16.jpg

Crédito Rodolfo Ataíde